O QUE É E NÃO É A PSICANÁLISE ?

O QUE É E NÃO É A PSICANÁLISE ?
6 de novembro de 2016 | Artigos | Comentários desativados

O QUE É E NÃO É A PSICANÁLISE ?

O QUE É NÃO É PSICANÁLISE…?

O Pai da psicanálise foi o Prof. Dr. Freud (1856/1939) que era Médico Neurologista, falava e escrevia em vários idiomas, e desenvolveu e teorizou a psicanálise como uma prática leiga (fora do domínio da medicina, psicologia ou das religiões).

Freud desenvolveu e teorizou escutar e acolher a alma humana e suas aflições, advindas de neuroses inominadas e esquecidas do Édipo de cada sujeito que se sujeita a análise.

Prof. Dr. Freud deu inicio a uma espécie de pedagogia e linguagem do inconsciente humano e o desenvolvimento as fases da sexualidade humana.

J. Lacan (1901/1981) nos ensinou qual é “essa linguagem” possibilitou e ampliou os horizontes do “repensar” o ser humano pela via régia da psicanálise e metaforizou a sua compreensão, produzindo novos “repensares” sugerindo a resolução da função do Édipo, do nome do pai, nome da lei e expandiu a responsabilidade edípica simbólica do poder de nomeação da mãe e outras coisas.

A psicanálise é a teorização da mente humana via o saber do complexo de Édipo, que é via régia para linguagem do inconsciente do individuo que se inicia é com a associação livre no divã.

A psicanálise se utiliza inicialmente da fala livre e solta que chamamos de associação livre de idéias, onde o “sujeito em análise” no setting “analítico” vai construir uma passagem ou uma possibilidade de travessia para a linguagem do seu inconsciente, como um universo único de desejos, de lembranças esquecidas e sem linguagem, a análise é essa oportunização ao sujeito para ressignificação dos traumas e desejos.

Em essência, a psicanálise é a desconstrução de muitas convicções, preconceitos, superstições, pensares que afetam muito a qualificação do sujeito para sua vida pessoal, familiar, social ou no ambiente de trabalho.

A Psicanálise em essência é laica, amoral, independente, apartidária e não religiosa, sua trilha vai revelar a linguagem do inconsciente através da: linguagem antitética, interpretação dos sonhos, atos falhos, lapsos de memória e esquecimento, chistes, sintomas psicossomáticos, resistências, mecanismos de defesa, transferência e contratransferência

Em essência ou em autenticidade nenhum curso de psicanálise ou de capacitação por tripé psicanalítico em Psicanálise tradicional, jamais deveria se veicular a cursos, palestras, seminários de coaching, teologia, religiões, seitas ou qualquer outra coisa técnica.; embora tudo isso exista e se divulgue (se vinculando a psicanálise);  que particularmente acho que mais apenas para manchar (macular a psicanálise).

Há uma demanda “angustiante” de reserva de mercado e da ambição capitalista para, para captação de clientela, para ganhar, confundir e não esclarecer nada de sobre a psicanálise verdadeira e em essência.

A psicanálise não é e nunca foi coaching, psicanálise não é psicologia ou psiquiatria.

A psicanálise não é aconselhamento ou auto-ajuda, psicanálise não promete cura ou amarração de amor, a psicanálise não se veicula a cabala, misticismo ou nenhum tipo de bruxaria.

A psicanálise não receita medicação, não suspende tratamento médico ou clínico em hipótese alguma, a psicanálise não afasta o sujeito do “trabalho” ou da família e nem desqualifica a sua crença ou religião.

A Psicanálise não é profissão regulamentada é ocupação de alguém que tenha comprovada qualificação e comprove o tripé psicanalítico tradicional documental e por experiência a linguagem do inconsciente.

Cito resumidamente alguns psicanalistas e escritores de Psicanálise Pós Freud, Pós Lacan e modernos com menção honrosa e que são tradutores do pensamento psicanalítico e referências a respeito da psicanálise contemporânea pós moderna: Professores e Doutores: Jorge Forbes, Contardo Calligaris, J. D. Nasio, David E. Zimerman , Elisabeth Roudinesco.  e muitos outros de sabedoria e confiabilidade psicanalítica em essência.

 

“A Psicanálise em essência sugere novos pensares e olhares com menos pesares.”

Dr. Luiz Mariano

www.drluiz.com

 

Comentários estão bloqueados.