“Contribuições da Psicoterapia”

16 de janeiro de 2022 | Artigos | Sem comentários

“Contribuições da Psicoterapia”

“Contribuições da Psicoterapia para a Saúde Mental”

Do grego psykhē – mente, e therapeuein – curar, a psicoterapia é um tipo de terapia psicodinâmica cuja finalidade é tratar problemas psicológicos inerentes à vida, como depressão, ansiedade, perdas, traumas e dificuldades de relacionamento ou vida profissional.

Todos estão sujeitos ao sofrimento, uns mais e outros menos.

Quando esse sofrimento se torna muito difícil de suportar, o papel do psicólogo pode ser muito importante; servindo de muleta por um tempo, até que o paciente possa criar recursos e “caminhar com as próprias pernas” ou, em outros casos, construir, junto com o paciente, um meio para “funcionar” adequadamente às demandas do ambiente.

Por muito tempo se pensou que o psicólogo era o profissional que cuidava de loucos e esse estigma é carregado até hoje por muitas pessoas, que resistem em procurar ajuda.

Em parte, é verdade que a “loucura” está em todos nós.

Esta loucura, a qual me refiro neste momento, não é aquela vista por muitos como incapacitante, disfuncional ou marginalizada, mas aquela que se apresenta nas nossas manias, frustrações, angústias, desejos e marcas que vivemos ao longo do tempo.

A psicoterapia é uma possibilidade de acessar todos estes conteúdos internos, criar insights, elaborá-los e buscar criar recursos para lidar com nossos próprios fantasmas.

O processo terapêutico requer esforço e dedicação.

É um trabalho que depende do vínculo terapeuta-paciente e pode trazer muitos benefícios a longo prazo, mas infelizmente, a busca por soluções imediatas e “mágicas” para cessar a angústia, faz com que muitas pessoas optem apenas pelo tratamento medicamentoso e abandonem a psicoterapia.

O tratamento medicamentoso cumpre papel importante em alguns casos e pode proporcionar uma melhora mais rápida.

Mas a psicoterapia atuará nas causas psicológicas do sintoma, buscando respostas e uma compreensão do funcionamento psíquico do indivíduo.

Saber pedir ajuda não é sinônimo de fraqueza, mas conseguir reconhecer que não precisamos dar conta de tudo e este é o primeiro passo para iniciar o processo.

Lembre-se:

Quando a boca cala, o corpo grita, isto é, quando negligenciamos ou negamos nossas angústias, expressamos em sintomas físicos.

Portanto, cuide de sua saúde, física e mental.

Por: Dra. Julia Kuczynski

Psicanalista e Psicóloga – SP

Fonte:

https://mancinipsiquiatria.com.br/contribuicoes-da-psicoterapia-para-a-saude-mental/

Comentários estão bloqueados.